Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras


Saiu na Imprensa

  09/04/2018   

IGP-DI de março fica em 0,56%, ante alta de 0,15% em fevereiro, revela FGV

O Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) registrou alta de 0,56% em março, ante um aumento de 0,15% em fevereiro, divulgou nesta segunda-feira, 9, a Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado do indicador ficou perto do piso do intervalo das projeções do mercado financeiro, que estimavam uma alta desde 0,50% a 0,95%, com mediana positiva de 0,66%, de acordo com as instituições ouvidas pelo Projeções Broadcast. Com o resultado, o IGP-DI acumulou uma elevação de 1,30% no ano e avanço de 0,76% em 12 meses.

A FGV informou ainda os resultados dos três indicadores que compõem o IGP-DI. O IPA-DI, que representa o atacado, teve alta de 0,77% em março, após a elevação de 0,15% registrada em fevereiro. O IPC-DI, que apura a evolução de preços no varejo, teve um aumento de 0,17% em março, ante um crescimento também de 0,17% em fevereiro. Já o INCC-DI, que mensura o impacto de preços na construção, apresentou alta de 0,24% em março, depois do aumento de 0,13% em fevereiro. O período de coleta de preços para o índice de março foi do dia 1º ao dia 31 do mês.

IPAs

Os preços dos produtos agropecuários no atacado, mensurados pelo IPA Agrícola, subiram 3,39% em março, após a elevação de 0,59% em fevereiro, dentro IGP-DI, informou a FGV.

Já os produtos industriais, que são medidos pelo IPA Industrial, recuaram 0,09% em março, depois de uma alta de 0,01% no atacado em fevereiro.

Dentro do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP), que permite visualizar a transmissão de preços ao longo da cadeia produtiva, os preços dos bens finais tiveram alta de 0,76% em março, ante um recuo de 0,42% em fevereiro.

Os preços dos bens intermediários subiram 0,85% em março, após avançarem 0,25% em fevereiro. Os preços das matérias-primas brutas registraram alta de 0,68% em março, depois de subirem 0,76% em fevereiro.

Núcleo do IPC-DI

O núcleo do Índice de Preços ao Consumidor - Disponibilidade Interna (IPC-DI) de março subiu 0,25%, após um aumento de 0,23% em fevereiro.

O núcleo do IPC-DI é usado para mensurar tendências e calculado a partir da exclusão das principais quedas e das mais expressivas altas de preços no varejo. Ainda de acordo com a FGV, o núcleo acumulou uma elevação de 0,92% no ano e avanço de 3,12% em 12 meses.

Fonte: https://www.opovo.com.br
Última atualização: 09/04/2018 às 09:13:29
 
Nota da Assessoria: O Sintaf não se responsabiliza pelo conteúdo e/ou opiniões emitidas nas notícias reproduzidas nesta área. As notícias aqui disponibilizadas são reprodução de temas de interesse veiculados na mídia.
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente

Comentários

Seja o primeiro a comentar. Basta clicar no botão acima.

Rua Agapito dos Santos, 300 - Centro
Fortaleza/Ce | CEP 60010250

www.igenio.com.br