Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras


Saiu na Imprensa

  13/11/2017   

Gasolina: Dança dos preços intriga consumidores

Com a nova política da Petrobras, clientes sentem que, na hora de repassar o reajuste ao consumidor final, os postos de combustíveis não costumam baixar os valores na mesma velocidade em que praticam os aumentos
 
Desde que a Petrobras passou a adotar uma nova política de preços dos combustíveis, em junho deste ano, o sobe e desce no preço da gasolina passou a ser uma constante no País. De outubro para cá, foram 30 alterações nos valores praticados nas refinarias. O problema percebido por muitos consumidores, no entanto, é que, nos postos de combustíveis, a queda nos preços não ocorre na mesma velocidade dos aumentos.
 
“É sempre assim. Quando é para subir, é imediato, mas para baixar, demora”, reclama o motorista de Uber, Caio Freitas. Ele até estranha quando o preço cai. “Fico preocupado porque já sei que, logo em seguida, vai vir um aumento muito maior do que foi o desconto”, diz.
 
Os reajustes promovidos na última semana pela Petrobras foram um exemplo. No último sábado, 11, entrou em vigor uma nova tabela. Foi a segunda queda em dois dias, acumulando uma baixa de 1,6%. Porém, diferentemente de terça-feira, 7, quando foi um autorizado um aumento de 2,3%, desta vez, não houve reflexo nas bombas.
 
O POVO circulou em diversos postos de Fortaleza neste fim de semana e, mesmo naqueles que já tinham recebido nova remessa de combustíveis, não houve alteração nos valores. Nos estabelecimentos visitados, o preço do litro da gasolina oscilava entre R$ 4,14 e R$ 4,19.
 
Na semana anterior, o preço médio encontrado na Capital era de R$ 3,81, de acordo com levantamento divulgado pela Agência Nacional de Petróleo (ANP).
 
Atualmente, a gasolina comercializada no Ceará é a mais cara do Nordeste. Em média, R$ 4,139, o litro. Enquanto que na Paraíba e no Maranhão a média dos preços é respectivamente de R,692 e R$ 3,657.
 
O POVO tentou ouvir o Sindicato do Comércio Varejistas de Derivados de Petróleo do Estado (Sindipostos-CE), mas não obteve retorno até fechamento desta edição.
 
Para o consultor na área de combustíveis e energia, Bruno Iughetti, o problema não está na atualização dos preços feita pela Petrobras. Pelo contrário, a nova política é considerada por ele “irretocável”, pois acompanha o preço do barril de petróleo no mercado internacional e a variação cambial. É o que fazem os países mais desenvolvidos. Em tese, era o que deveria ocorrer também nos postos assim que fosse feita a renovação do estoque.
 
Porém, ele explica que, como o mercado é livre para estabelecer seus preços e não há uma legislação que estabeleça limites mínimos e máximos para comercialização do produto no Brasil, esta flutuação não se dá na mesma proporção. A especulação é outro agravante.
 
“Quando a Petrobras reajusta para cima os preços, muitas vezes, em função da especulação, este reajuste já é sentido no mesmo dia nos postos. Mas quando há baixa, isso nem sempre acontece na mesma velocidade e percentual”, observa.
 
De acordo com Iughetti, a baixa nos preços está mais associada à queda no consumo. Daí a importância de o consumidor estar atento aos locais onde abastece o veículo, buscando sempre pesquisar. “O consumidor também deveria agir como especulador, no bom sentido, procurando abastecer nos postos que oferecem valores menores. Isso faz com que os preços se autorregulem por si só”.
Marcadores: preços gasolina postos Petrobras
Fonte: O Povo - Economia
Link: https://www.opovo.com.br/jornal/economia/2017/11/danca-dos-precos-intriga-consumidores.html
Última atualização: 13/11/2017 às 10:54:38
 
Nota da Assessoria: O Sintaf não se responsabiliza pelo conteúdo e/ou opiniões emitidas nas notícias reproduzidas nesta área. As notícias aqui disponibilizadas são reprodução de temas de interesse veiculados na mídia.
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente

Comentários

Seja o primeiro a comentar. Basta clicar no botão acima.

Rua Agapito dos Santos, 300 - Centro
Fortaleza/Ce | CEP 60010250

www.igenio.com.br