Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras


Saiu na Imprensa

  09/06/2017   

Exportações cearenses crescem 117,2%

CSP contribuiu para o resultado. Estado se destaca na diversificação dos parceiros comerciais. EUA são os principais
 
As exportações cearenses apresentaram crescimento de 117,2% no mês de maio deste ano, no comparativo com abril, atingindo US$ 205 milhões (R$ 668 milhões). As informações constam no relatório Ceará em Comex (comércio exterior), elaborado pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado (Fiec).
 
Se levado em conta a comparação com o mesmo período do ano passado, o salto é de 154,2%, com sobra de US$ 80 milhões (R$ 260 milhões). “Essas exportações, com alta na expressividade, é decorrente da atividade da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP)”, destaca a Karina Frota, gerente do Centro Internacional de Negócios.
 
Ela explica que a participação dos calçados sofre queda por causa da concorrência com os produtos chineses. A exportação de frutas também diminuiu. “É um setor (calçados) que, nos últimos dois anos, tem passado por dificuldades. Para a exportação de frutas, a crise hídrica afetou a produção. A queda, nesse caso, é de 40% nos dois períodos”, esclarece.
 
Para couros e peles, serão necessárias ações de estímulo para o setor e mudar a imagem negativa contraída pela operação da Polícia Federal batizada de Carne Fraca, que envolveu as maiores empresas do segmento, como JBS e a BRF.
 
Carlos Prado, presidente de Itaueira Agropecuária, destaca que as culturas que dependem da água subterrânea não são afetadas com a diminuição da oferta de água. “É natural a tendência de queda, especialmente para as culturas que estão nos perímetros irrigados”, avalia.
 
Já o empresário Ricard Pereira, ex-presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico do Ceará (Simec), avalia que o índice de exportação da CSP “turbinaria” a pauta cearense. “Ao entrar no mercado, a CSP elevou o PIB de São Gonçalo do Amarante e do Estado. O perfil da empresa, que é exportador, possibilitou o resultado”, diz.
Marcadores: Ceará exportações
Fonte: O Povo - Economia
Link: http://www.opovo.com.br/jornal/economia/2017/06/exportacoes-cearenses-crescem-117-2.html
Última atualização: 09/06/2017 às 10:44:09
 
Nota da Assessoria: O Sintaf não se responsabiliza pelo conteúdo e/ou opiniões emitidas nas notícias reproduzidas nesta área. As notícias aqui disponibilizadas são reprodução de temas de interesse veiculados na mídia.
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente

Comentários

Seja o primeiro a comentar. Basta clicar no botão acima.

Rua Agapito dos Santos, 300 - Centro
Fortaleza/Ce | CEP 60010250

www.igenio.com.br